Notícias

5º Congresso Internacional Inspirar de Fisioterapia Pélvica – Uroginecologia Funcional

banner-pages-portal-pelvica-15º Congresso Internacional Inspirar de Fisioterapia Pélvica –

Uroginecologia Funcional

5º Post – IUGA – ICS de Fisioterapia Pélvica

5º Congresso ABFP- Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica

5º Congresso Abafi – Associação Brasileira de Formação em Incontinências Urinárias

1º Encontro de Ex-alunos do Curso Internacional em Maastricht

Dias 04 a 07 de Maio de 2017 – Curitiba/PR

Carta da Presidente Internacional do Congresso

Queridos colegas,

“A Gota de Ouro que precisamos cuidar”

Alguns ainda acham que a via excretora urinária serve simplesmente para conduzir a urina do rim a uretra, e reparar o erro de uma natureza imprevisível que colocou esses dois órgãos tão longe um do outro. Admite-se que o intestino seja longo, pois ele absorve, nutre e executa uma nobre função de eliminar os excrementos. Mas a via excretora urinária nada faria além de drenar a urina, sem nada mudar na sua composição. Mas esta sucessão de canais e reservatórios não desenvolveu ao acaso: ela funciona para nossa segurança e nosso conforto. Os 30 centímetros que separam o rim da bexiga permitem que os ureteres impulsionem ativamente a urina, protegendo os rins dos perigos exteriores, principalmente a hipertensão e a infecção. O surgimento da bexiga substituiu uma secreção lenta e contínua por uma evacuação massiva e breve, mais confortável. Algumas espécies aprenderam a controlar, reter e expulsar a urina inclusive sob comando, e não somente para aliviar uma necessidade momentânea. A bexiga adquiriu um papel social.

Sabe-se que o cão macho marca seu território molhando tudo o que é vertical, reconhecendo tão bem sua própria urina que não faz duas vezes no mesmo lugar, a não ser que um outro macho venha camuflar sua marca. O gato macho, pelo odor de sua urina, aproxima suas conquistas amorosas, assim como os rinocerontes anunciam seus ataques urinando, e certos macacos, pendurados nas árvores, agridem seus inimigos no chão dirigindo a eles um jato de urina. Para se defender, o Homem concebeu dois jogos menos inofensivos: em certas tribos nômades, existe o hábito de urinar ao redor de seus acampamentos, enquanto caçadores de lobos fazem um círculo de urina na zona de tiro para afastar os ataques do animal, e alguns jardineiros protegem as rosas da agressão dos gatos e cachorros também com urina. Concluímos assim que a função vésico-esfincteriana é então a função visceral mais inteligente e, por consequência, a psicologicamente mais vulnerável. O título deste Congresso foi minha inspiração para homenagear o maravilhoso texto do Dr. Buzelin “Uma via excretora urinária: para fazer o quê?”, um francês que, quando viveu, marcou nossa história e tratou a gota de urina como ela deve ser tratada, como se fosse ouro. Neste Congresso veremos a gota que vale ouro nos diversos ciclos da vida de um ser humano …proporcionando saber, sensibilidade e sobretudo qualidade de vida para aqueles que tratamos. Sejam bem-vindos ao Congresso mais famoso do Brasil quando se fala em tratamento multidisciplinar da incontinência Urinária e de todas as outras disfunções pélvicas.

Com carinho,

Drª Maura Seleme/ Presidente do Congresso

  • Doutora pela UFRJ
  • Coordenadora do Curso de Fisioterapia Pélvica – Faculdade Inspirar
  • Diploma de Fisioterapia – Brasil, França e Holanda
  • Fisioterapeuta Pélvica na Holanda com título de Especialização reconhecido
  • Diploma Universitário em Fisioterapia Uroginecológica – França
  • Embaixadora do IUGA no Brasil- Setor Fisioterapia
  • Presidente da ABFP
  • Presidente da abafi-BRASIL e da abafi-HOLLAND

Programação – 5º Congresso de Fisioterapia Pélvica

  QUINTA-FEIRA | 04 de maio

WORKSHOPS
08:00h às 13:00h – Entendendo da cronologia dos 4 Fs: Reforço muscular, coordenação, pré-contração, the knack e aderência. Novidade científica. –Bary Berghmas/Holanda
14:00h às 19:00h – Fasciaterapia Pélvica – Maria Eugênia Cifuentes/Colômbia

SEXTA-FEIRA | 05 de maio

Sexualidade da Mulher Contemporânea
08:30h – Hormonioterapia: uma parceira da fisioterapia pélvica para melhorar o desejo Sexual Hipoativo – Palestra Magna
09:00h – Anatomia Pélvica – Hélio Pinto Portugal/PR
09:20h – Fisiologia e Anatomia Funcional da Sexualidade Feminina – Gustavo Latorre/SC
09:40h – Avaliação Funcional do Assoalho Pélvico – Maura Seleme/Brasil – Holanda
10:00h – Avaliação Eletromiográfica do Assoalho Pélvico – Silvana Uchôa/PE
10:20h – Discussão
10:45h – Coffee Break
11:15h – Avaliação da dor gênito-pélvica – Carla Pereira/SP
11:35h – Avaliação da Vulvodínia – Gustavo Latorre/SC
11:55h – 12:30h – Dor Pélvica Crônica e Sexualidade Feminina – Bary Berghmans/Holanda
12:30h – Discussão
13:00h às 14:00h – Almoço
14:00h – Fisioterapia Pélvica na Anorgasmia Feminina – Monica Santos Lopes/RJ
14:20h – O Assoalho Pélvico após Histerectomia – Iane Castro/PI
14:40h – Sexualidade após Histerectomia – Carla Pereira/SP
15:00h – Disfunções sexuais na paciente neurológica – Gustavo Latorre/SC
15:20h – Sexo Anal e disfunções anorretais – Silvana Uchôa/PE
15:40h – Gameterapia na Dor Sexual – Ericka Valentin/RJ
16:00h – Coffee break
16:30h – Evidências Científicas na Sexualidade – Bary Berghmans/Holanda
17:00h – Eletroterapia e Biofeedback na disfunção sexual – Silvana Uchôa/PE
17:20h – A Influência da Relação Afetiva com o Parceiro na Resposta Sexual Feminina – Cibele Câmara/PA
17:40h – Incontinência Urinária no Ato Sexual. O que fazer? – Dra. Virginia Roncatti/SP
18:00h – Discussão
18:30h – Abertura Oficial do Congresso – Palestra de abertura “ A gota dourada nos ciclos da vida da Mulher” – Dr. Rogério de Fraga/PR
19:30h – Coquetel de abertura

SÁBADO | 06 de maio

Manhã – Gestação e Pós-parto
08:00h – O futuro da Fisioterapia Pélvica – Bary Berghmans/Holanda
08:20h – Incontinência Urinária no Pós-parto: quando e de que forma intervir –
08:40h – Nutrição adequada durante a gravidez: tudo a favor da saúde do assoalho pélvico – Dra. Débora Froehner/PR
09:00h – A Fisioterapia Pélvica na Sala de Parto –
09:20h – Incontinência Fecal no Pós-Parto: Como Diagnosticar e Tratar do Ponto de Vista do Coloproctologista. – Dr. Ilario Froehner Jr.
09:40h – Parto Vaginal: Pode-se prevenir a incontinência fecal do pós-parto? – Dra. Virginia Roncatti/SP
10:00h – A fisioterapia pélvica na incontinência fecal do pós-parto – Silvana Uchôa/PE
10:20h – Discussão
10:30h – Coffee break
11:00h – Aderência ao tratamento fisioterapêutico no pós-parto – iPelvis – Maura Seleme/Brasil – Holanda
11:20h – Treino do assoalho pélvico no pós-parto da atleta – Luiza Torelli/SP
11:40h – Sexualidade na gestação e pós-parto – Mônica Santos Lopes/RJ
12:00h – Discussão: Moderador – Dra. Virginia Roncatti/SP

 

TARDE – Bexiga Neurológica

 

13:30h – Fisiopatologia da Bexiga Neurogênica – Dr. Francisco Ricardo Coutinho/RJ
13:50h – Eletroestimulação na Bexiga Neurogênica – Cristine Ploger/SP
14:10h – Calendário Miccional e Tratamento Comportamental: O que há de novo? – Bary Berghmans/Holanda
14:30h – Eletroestimulação Intravesical em crianças com Mielomeningocele – Silvia Manger/Argentina
15:00h – Incoordenação vésico-esfincteriana neurogênica e não neurogênica na criança – Silvia Manger/Argentina
15:20h – Coffee break
15:50h – Hipoatividade do Detrusor: O que fazer? – Rogério de Fraga/PR
16:10h – Bexiga do diabético: causas, consequências, o que fazer e como intervir, do ponto de vista fisioterapêutico – Silvana Uchôa/PE
16:30h – Cinesioterapia na Bexiga Neurológica – Luiza Torelli/SP
16:50h – Discussão: Moderador – Rogério de Fraga/PR
17:10h – Tratamento da dor miofacial do músculo puboretal – Maria Eugênia Cifuentes/Colômbia

DOMINGO | 07 de maio

Fisioterapia Pélvica Masculina
08:30h às 09:30h – Trabalhos Científicos

 

08:30h – Pratica clínica: Tratamento da IU no pós-prostatectomia – Carla Torrieri/RJ
08:50h – Atividade Física e Esportes no pós-prostatectomia – Adriane Bertotto/RS
09:10h – Incontinência Fecal e Constipação no Homem – Dr. Ilario Froehner Jr./PR
09:40h – Abordagem Fisioterapêutica na Incontinência Fecal e na Constipação no Homem – Iane  Castro/PI
10:00h – Intervalo
10:30h – Alterações sexuais masculinas? – Mauro Barbosa/RJ
11:00h – Discussão: Moderador – Dr. Francisco Ricardo Coutinho/RJ
12:00h – Encerramento e Premiação dos melhores trabalhos