APRESENTAÇÃO

A Fisioterapia Pélvica é reconhecida mundialmente, envolve o estudo, prevenção e tratamento dos distúrbios cinético-funcionais intercorrentes na pelve humana. Com destaque para as disfunções pélvicas, anorretais, urinárias e sexuais, na mulher, homem e criança. O termo uroginecologia não define todas as disfunções e não inclui o sexo masculino. Com foco nas disfunções pélvicas podemos seguir a tendência mundial, unidos em busca da nossa real identidade.

A fisioterapia pélvica, particularmente masculina e infantil, ainda não faz parte do currículo dos cursos de graduação em fisioterapia. Tampouco é especialidade reconhecida pelo sistema COFFITO-CREFITOs, muito embora seja significativo o número de profissionais atuantes no território nacional. É mister a regulamentação do título de Especialista em Fisioterapia Pélvica pelo sistema, para aqueles profissionais responsáveis pelo atendimento das patologia pélvicas de homens, mulheres e crianças e, para o preenchimento destas lacunas, foi fundada a Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP), na assembleia geral de 19 de Novembro de 2013, e registrada como pessoa jurídica em 19 de Março de 2014, formada hoje por mais de 300 profissionais de todo o país.

 

Florianópolis, 19 de novembro de 2012.

PRESIDENTE – Maura Regina Seleme

    ♦ ♦ ♦